Você realmente acredita que o planejamento é imprescindível ao SEU equilíbrio financeiro ?

Olá !

Tudo bem ?

Antes que responda aquela frase “pronta”, sugiro que faça 10 inspirações profundas e solte pela boca o ar, imprimindo intensidade (Como que expulsando “algo” que te incomoda, ainda que não tenha nem identificado o que é, mas sente que será melhor se colocar para fora !)

Pronto ! Acabei de fazer a minha respiração e a percepção predominante é de relaxamento.

Good ! Agora, estou pronta para escrever sobre o que é o “coração” do programa Detox dos Gastos  – o Planejamento !

Contudo, o que me motivou a falar sobre planejamento não são as técnicas e ferramentas que utilizo para orientar as pessoas a organizarem as suas finanças pessoais. Mas sim, um sentimento que tem me inquietado nos últimos 3 meses … as pessoas dizem querer: organizar, planejar, ter controle, saber gastar, e muitas outras coisas que facilitem a forma como utilizam o dinheiro. Só que, “de verdade”, NÃO QUEREM ! E esta minha constatação vem do fato de que não o priorizam.

Há quem se diga organizado, mostra uma planilha preenchida, mas esquece que o aplicativo (ou caderno) aceita tudo: números vermelhos, verdes, amarelos, valores subestimados, itens de consumo que não são prioridades para o estilo de vida, valores omitidos – o cartão de crédito é campeão ! Ah, e os pequenos gastos que somados representam em média 15% do seu padrão de vida !

Há também, aquele que fala para todos ouvirem: “eu sou muito desorganizado e tenho certeza que quando fizer, deixarei de gastar com o que não tem importância”. Mas como assim ? Se gasta é porque tem interesse no alvo da compra, estimulado por uma dinâmica própria.

Foi aí que analisando alguns dos questionamentos “campeões” nos atendimentos prestados que cheguei à algumas constatações. Contudo, elegi uma e denominei de “armadilha da planilha”. É uma coisa simples e óbvia, mas que talvez você não tenha se dado conta, assim como um número expressivo das pessoas que conheço nas palestras, workshops, cursos ou atendimentos individualizados do Detox dos Gastos. Então, aí vai: a planilha, o caderno, o quadro, as pastas, os potes, etc, são apenas instrumentos que trarão clareza de como estão as suas finanças. Ocorre que quanto mais entrar no processo de conhecimento dos seus hábitos de consumir ou de economizar, aumentará o desejo de interromper as emoções que tomam conta de você, de forma consciente ou inconsciente: medo, raiva, desespero, irritabilidade, pavor, compulsão, etc. E até sensações físicas, como: dor de cabeça, enjoo, fome fora do comum, arrepio, calor, contração muscular, espirro, etc. Tudo porque as ferramentas utilizadas para organização, ao colocarem em contato com as emoções, geraram estas sensações. E sentir desconforto não é fácil e o movimento natural é fazer algo que devolva o bem-estar.

Então, minha sugestão é de que neste momento a pessoa faça uma “parada”, para na sequência identificar o que a incomodou tanto. Assim, cada um terá a chance de sair da “armadilha da planilha”, com o seu recurso próprio e poderá continuar o processo de aprendizado sozinho ou com a ajuda de um profissional que facilite a sua jornada. O importante é saber que organizar as finanças é mais uma coisa na vida que mexe com a essência de cada um e por isto gera diferentes reações, mas que todas vão tentar te afastar deste exercício, pelo simples fato de que o seu objetivo maior (a sua prioridade) é viver de forma confortável. E planejar as finanças pessoais faz emergir emoções e provoca sensações que em geral são dolorosas, desconfortáveis e ninguém quer se machucar.

Aí, vai a minha sugestão:  acolha o seu desconforto, dor, irritabilidade, qualquer emoção ou reação física que o seu corpo expresse ao começar a organizar algo em sua vida (não apenas as finanças), veja como um sinalizador que permitirá reverter algo que se repelir sempre irá se afastar de você e não será trabalhado para ser ultrapassado, superado. Lembre-se ! O atleta para se superar vai de encontro as suas limitações, para aperfeiçoar técnicas, ultrapassar barreiras e chegar em um nível superior ao que está e que terá uma recompensa material – a medalha. Fazendo um paralelo com as finanças pessoais, a recompensa será o seu equilíbrio financeiro !

Deixe as suas considerações do que este artigo lhe trouxe de percepção mais valiosa ! Você se sentiu estimulado, motivado, desafiado a ter um outro olhar no seu processo de organização financeira ?  E se desejar, compartilhe para propagar a prosperidade !

Estou feliz e grata em poder compartilhar este aprendizado patrocinado pelo Detox dos Gastos !

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Para receber o meu conteúdo GRATUITO, cadastre o seu e-mail !

Kátia Avelar

Consultora e Mestre. Estou aqui para ajudar você a organizar as suas finanças pessoais. Eu te orientarei para que ajuste as sua vida financeira, conforme o momento e planeje a estrutura dos seus sonhos !

Website: http://katiaavelar.com.br

8 Comentários

  1. Vilma

    Ao preencher diariamente ou dia sim, dia não a planilha eu percebo que não sou tão “perfeita” como eu gostaria de ser. Eu sinto que há algo escondido que eu pretendo desvendar realmente, ir mais fundo pra poder encontrar. Estou nesse caminho e parece que dei uma pausa para o próximo passo.

    • Vilma,
      interessante a percepção quanto à sua dinâmica no “cuidar” das finanças pessoais.
      Uma coisa me chamou a atenção e levou-me a esta resposta – o sentimento de querer melhorar e de que está “em pausa” para o próximo passo.
      Verifique se não está sendo exigente demais com você, não há perfeição em nada e mesmo que num momento nosso entendimento e contentamento diante de algum fato na vida seja de que atingimos o “ponto máximo”, mais adiante a referência pode passar a ser outra e passamos a apontar para um novo alvo ! Então, talvez, você esteja na “armadilha da planilha”; traduzida pela busca pela lapidação a todo momento sem que se permita passar para o próximo nível – o da construção ou multiplicação do patrimônio, rumo à sonhada independência financeira. Reflita e permita-se começar a olhar para os projetos de longo prazo e respectivos valores, para que possa ajustar o planejamento atual. Entramos no período de fechamento de um ano e conexão com a nossa essência e propósito para 2017 ! Vamos em frente ! Parabéns pelas conquistas de 2016 ! Comemore-as ! Sucesso e Prosperidade !

  2. CLÁUDIA

    Excelente Kátia. Ótimo texto.
    As sensações que vc descreve realmente percebo , AGORA, que sinto. Incrível como nossa mente trabalha.
    Tento escrever tudo na planilha e não consigo. Digo que falta tempo, que quem deveria fazer isto seria meu marido, pois supostamente essa é a tarefa dele. Meus projetos me consomem tempo e mente e deleguei a ele, que tem tempo, para essa função. Só que ele não gosta e também não faz.
    Quando pretendo parar para fazer, confesso que tenho medo de olhar para a planilha.
    Enfim…. me auto-saboto. Vou seguir suas orientações e passo-a-passo mudar esse mal hábito.
    gratidão.

    • Olá, Claudia !
      Muito bom o que compartilhou. Outras pessoas sentem o mesmo e afastam-se cada vez mais de assumir as “rédeas das finanças” e esta fuga que chamo no texto de “armadilha da planilha”.
      Em geral, as pessoas dizem para mim que precisam, umas tomam a decisão de fazer, contudo enfraquecem ao longo do processo. E sabe por que ? Muitos não sabem o que desejam e por isto não tem estímulo para priorizar o planejamento e executá-lo. Por isto, um dos pilares do programa Detox dos Gastos é o auto-conhecimento.
      Parabéns pela conscientização da sua própria sabotagem, mantenha-se firme no seu propósito e utilize a organização financeira para “empoderar” as suas ações e realizar os seus projetos !
      Aproveito a oportunidade e convido-a a curtir o post deste artigo que está na fanpage https://www.facebook.com/detoxdosgastos/ e no instagram katia_avelar e se surgir alguma dúvida, publica nestas mídias sociais que te responderei. Sucesso e Prosperidade !

  3. Karine

    Oi Kátia! Gostei muito do texto. Ele define bem o que estou passando no momento. Planejar é essencial e sem objetivos ou metas, fica difícil alcançar a independência financeira. Eu criei uma lista de orçamento para cada despesa (por ex. alimentação, veículo, moradia, etc) e com ela fica mais fácil saber se consigo seguir os valores ou se ando extrapolando e também é um bom meio de controle. Aconselho a quem ainda não está acostumado a usar planilha, aplicativo ou software, a fazer um controle diário ou a cada 2 dias. Dessa forma, quebra o padrão de “contabilidade mental”. Não é um caminho fácil, exige paciência, motivação e disciplina! A minha fisioterapeuta disse uma frase bem legal uma vez: “A disciplina é a mãe da liberdade.” Concordo com essa frase, para conquistar independência/liberdade financeira, tem que ter disciplina!

    • Olá, Karine !
      Você é uma pessoa que já está em transformação financeira, uma minoria no nosso país. Fez o seu “Detox dos Gastos”, avaliando as melhores combinações de consumo e definindo um teto para cada despesa, funciona como um parâmetro ao longo do mês. Parabéns !
      Esta questão do controle de 2 em 2 dias, entendo que foi a sua forma para fortalecer os novos hábitos. É bem interessante, mas pode ser que outras pessoas tenham dinâmicas diferentes. Mas acho super válido para quem está iniciando e experimentando possibilidades, até encontrar a que melhor se adaptará ao seu estilo de vida.
      Também concordo com a sua fisioterapeuta. A disciplina já foi tema do Programa AO VIVO “Detox dos Gastos”. Se quiser assistir, clique no link http://bit.ly/disciplina_planejamento. Tenho certeza que irá gostar, foi uma transmissão inspirada nos aprendizados que as Olimpíadas no RJ trouxeram. Uma forma de registrar o que muitos falaram na ocasião, mas poucos aplicam em suas vidas hoje. Obrigada por compartilhar e permitir que outros possam refletir sobre o tema. Sucesso e Prosperidade !
      Ah ! Dica: Comece a se conectar com a construção do seu patrimônio de reserva; ele lhe dará lastro para realizações como transição de carreira, realização daquela viagem dos sonhos, fazer uma pausa “sabática” na vida, etc. Sonhar é fácil, basta dar asas a imaginação ! Realizar os sonhos precisa de planejamento)

  4. Eliana

    Olá Katia! Seu artigo é muito bom e me fez refletir sobre o que o uso da planilha representou na minha vida financeira. Levei MUITO tempo para fazer minha primeira planilha. Fiz várias e era incrível como eu não conseguia entender nada, não sabia como fazer!! Finalmente, venci esta etapa e a minha planilha hoje representa a minha libertação! Tirou o peso da culpa, por não estar controlando os meus gastos. Na verdade, nem sabia quais eram os meus gastos! Para mim é a “liberação da planilha”!!

    • Olá, Eliana !
      Muito obrigada por compartilhar a clareza que teve ao organizar as suas finanças na planilha.
      Legal, você falar o quanto foi difícil, pois em geral, é assim para todos no início.
      Você teve atitude e persistiu até atingir o seu objetivo – sentir-se dona do seu orçamento, através do controle.
      E que lindo você identificar uma libertação de algo que te causava “incômodo” e um sentimento de culpa por não estar cuidando das suas finanças. Parabéns ! Sucesso e Prosperidade !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *