Sensação de que o seu dinheiro ficou no chão, com o confete e a serpentina ?

Olá !

Tudo bem ? Carnaval acabou e seu dinheiro se foi também ?

Vamos curar a “ressaca financeira” e começar o ano ?  O Detox dos Gastos ajudará você a “desintoxicar” as suas finanças e colocar tudo em ordem !

Se está com “preguiça”, ajudarei você com um resumo das questões que estão em evidência na economia brasileira e refletem no seu bolso.

Vem comigo e informe-se para fazer melhores escolhas nos próximos 10 meses !

Na 2ª semana de janeiro foi publicado um artigo que fiz sobre as medidas econômicas brasileiras para início deste ano. Para ler, acesse o link [ARTIGO]

Na semana antes do Carnaval, as notícias reforçaram questões abordadas neste artigo. E ainda trouxeram um alerta maior para o otimismo instalado devido aos eventos:  bolsa em alta, redução da selic para 12,25 % ao ano (queda de 0,75 pontos percentuais) e a proximidade da liberação do FGTS inativo.

Bom, agora estamos na 1ª semana de março e as notícias são das novas regras no processo de declaração do imposto de renda. Ah, sim, as questões políticas continuam, mas como não temos gerencia, vou focar no que você pode fazer para que as suas finanças em 2017 tenham uma melhor administração e as metas sejam atingidas.

Redução da taxa Selic x Aumentos dos preços:  energia e combustíveis

Em economia há o estudo da relação entre a taxa de juros e a inflação, onde quando uma aumenta a outra reduz e vice versa.

Assim como, devo lembrar que os aumentos de preços produzem a inflação.

Logo, a expectativa é de que a redução da taxa básica de juros seja freada pelas altas nos preços.

Para o seu bolso, o efeito é menor poder de compra e oferta de crédito (empréstimos)  mais barato. E cabe um alerta: atenção máxima para não se endividar, estimulado pela falsa impressão de que a facilidade é um benefício do momento.  Porque no final, quem pagará a conta é você, com o aumento do seu nível de endividamento.

Liberação do FGTS das contas inativas

O início será agora em 10/03/17, conforme calendário liberado pela CEF – Caixa Econômica Federal.

Serão em torno de R$ 42 bilhões no total e a expectativa é de que as pessoas mais conscientes utilizem suas parcelas para liquidar ou reduzir dívidas de alto custo, contraídas com cheque especial e crédito rotativo do cartão de crédito que representam os maiores custos pelo dinheiro emprestado.

Se tem uma coisa positiva nesta crise é que o brasileiro está procurando mais informações sobre os temas: dívida, empréstimo, consumo consciente e investimentos.  Contudo, para que a transformação de fato ocorra e seja percebida na melhoria das finanças pessoais, é necessária a mudança nos hábitos de consumo. A cultura é do consumo e isto foi o fator que potencializou os efeitos da crise nas famílias. Quando a crise ficou mais séria, o brasileiro já estava endividado e o pior “sem reservas” para lançar mão e realizar os ajustes necessários para equilibrar suas finanças.

Outra coisa a ser ressaltada, neste processo de aprendizado, é a clareza da dinâmica de gastos e a definição de um novo padrão financeiro, conforme reduções do poder de compra devido à inflação.

Logo, não se espera que esta quantia seja capaz de aquecer a economia, num primeiro momento. Mesmo porque a análise do desemprego foi agravada com o indicador da subutilização da força de trabalho, que piorou 31% no último trimestre de 2016, comparada com o mesmo período de 2015.

Conclusão

Para quem já estabilizou as suas finanças e já está gerando sobras para investir, fique atento as oportunidades ainda existentes em ativos de renda fixa. Pesquise umas 3 corretoras de investimentos e compare: rentabilidade, taxa de administração e credibilidade no mercado. Em geral, você encontrará opções melhores do que as que lhes são oferecidas no varejo. Vale sempre lembrar da regra do FGC – Fundo Garantidor de Crédito: proteção de até R$ 250 mil por CPF e instituição financeira.

Para quem ainda está com dívidas, um planejador financeiro ajudará a ter clareza da situação atual e identificar oportunidades de melhoria. Além de traçar um plano de ação, definindo metas e prazos para cumprimento e realização dos objetivos traçados, garantindo a saúde das finanças nos próximos anos. Se este é o seu caso, faça uma consulta ao menos para saber como é este tipo de trabalho e os benefícios para o seu momento. Afinal, acho que já chega de sofrer mais do que o necessário com os fatores externos dos quais não tem como mudar !

SE ESTE ARTIGO TE AJUDOU COM UM PANORAMA DO MOMENTO ECONÔMICO ATUAL E OPORTUNIDADES DE MELHORIA DAS FINANÇAS, ENCAMINHE PARA UM AMIGO !  OBRIGADA !

E se você quiser ficar por dentro das dicas Detox dos Gastos para melhorar as suas finanças, curta a página https://www.facebook.com/detoxdosgastos/ e marque para ser notificado das novidades do programa que te ajuda a descomplicar, através da organização das suas contas e conhecimento das possibilidades para multiplicar o seu dinheiro.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Para receber o meu conteúdo GRATUITO, cadastre o seu e-mail !

Kátia Avelar

Consultora e Mestre. Estou aqui para ajudar você a organizar as suas finanças pessoais. Eu te orientarei para que ajuste as sua vida financeira, conforme o momento e planeje a estrutura dos seus sonhos !

Website: http://katiaavelar.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *