Está Desempregado ? Dê o 1o Passo Organizando Suas Finanças

Olá, pessoal !

Decidi fazer este artigo para quem está desempregado ou preocupado em ficar, dado o cenário econômico do Brasil.

Embora os números e as matérias destacadas abaixo possam levar num primeiro momento a um desânimo total, o motivo de estarem aqui é apenas para fortalecê-los e estimulá-los a assumir as rédeas das suas finanças.

Então, dividi em 3 sessões, onde 2/3 do conteúdo está nas AÇÕES PARA TRANSFORMAÇÃO !

Vem comigo !

SESSÃO 1 – CHOQUE DE REALIDADE  – OS NÚMEROS E COMENTÁRIOS DO DESEMPREGO NO BRASIL

A taxa de desemprego no Brasil cresce a passos largos. No primeiro  trimestre de 2016 foi de aproximadamente 10%, divulgada pelo IBGE. Já tem estimativas para chegar a 12%, em dezembro deste ano. Este percentual é em relação à população economicamente ativa no país.

Destaquei alguns trechos de reportagens veiculadas nos respectivos meios de comunicação citados.

“Assim, a população desempregada cresceu 39,8% (ou 3,155 milhões de pessoas) no primeiro trimestre, para 11,1 milhões de pessoas, ante 7,93 milhões no mesmo período do ano passado. Na comparação com o trimestre anterior, o aumento foi de 22,2%, ou 2 milhões de desempregados a mais.” (Site Valor Econômico, em 29/04/16. Para ler a reportagem na íntegra, acesse http://www.valor.com.br/brasil/4543695/desemprego-vai-109-no-trimestre-e-e-o-mais-alto-desde-2012 )

“Além das dispensas dos trabalhadores temporários que sazonalmente ocorrem no início do ano, afirmou o pesquisador, há também a demissão de funcionários que faziam parte do quadro permanente.”  (Site Valor Econômico, em 29/04/2016. Para ler a reportagem na íntegra, acesse http://www.valor.com.br/brasil/4543695/desemprego-vai-109-no-trimestre-e-e-o-mais-alto-desde-2012 )

“Ao mesmo tempo que o desemprego aumentou, a renda do trabalho diminuiu. O rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos (R$ 1.966) caiu 3,2% em relação ao primeiro trimestre do ano passado (R$ 2.031) e teve ligeiro aumento frente ao intervalo de outubro a dezembro de 2015 (R$ 1.961).” (Site Valor Econômico em 29/04/16. Para ler a reportagem na íntegra, acesse http://www.valor.com.br/brasil/4543695/desemprego-vai-109-no-trimestre-e-e-o-mais-alto-desde-2012)

“Esse número [10,371 milhões de pessoas desocupadas] é um número recorde, é a maior estimativa já vista na Pnad até hoje. A força de trabalho do Brasil está maior. E está maior porque cresceu o número de desocupados e não porque aumentou o número de ocupados”, afirmou Cimar Azeredo, coordenador de trabalho e rendimento do IBGE. (Site G1 Economia, em 20/04/2016)

Apesar dos números não serem exatamente os mesmos em todas as fontes (pois isto depende do período apurado), o total dos desempregados no Brasil é da ordem de 11 milhões de brasileiros, correspondentes aos 10% da população economicamente ativa do país.

SESSÃO 2 – COMO ENTRAR EM AÇÃO QUANDO ESTÁ DESEMPREGADO ?

Trabalhei no meio corporativo por muito tempo e sei o quanto angustia a possibilidade  de ser dispensado nestas “janelas de reestruturação” das empresas em momentos de crise.

Cada empresa tem o seu planejamento financeiro, suas entradas e saídas e precisa orquestrar este universo das finanças corporativas. E quando o endividamento acaba se elevando, além do patamar estipulado, a decisão é simples: cortar gastos e projetos para reequilibrar o seu fluxo de caixa.

Nas finanças pessoais, a dinâmica é a mesma, diante de ameaças como:

  • Demissão
  • Endividamento
  • Redução do poder de compra (inflação alta)
  • Redução do montante da renda mensal dos profissionais liberais (pela inflação e pela redução do volume de vendas)

Então, o que se pode fazer na prática é organizar as finanças, adequando-a ao padrão deste momento.

O que ocorre na maioria das vezes é que as famílias continuam vivendo nos padrões anteriores, com gastos que o seu poder de compra não suporta mais. Na prática, significa que com um mesmo montante de dinheiro, você compra menos produtos do que antes. Ou, para comprar os mesmos produtos, gastará mais dinheiro. É exatamente isto que está você está vivendo neste momento ?

Certa vez, ouvi uma frase que achei interessante:  “O emprego de quem está desempregado é procurar emprego”. E no momento que decidi o tema deste artigo, foi uma das primeiras coisas que me veio na mente. Então, compartilharei com vocês o que penso a respeito da simplicidade e grandiosidade dela. Ao dizer que procurar um novo emprego já é o seu emprego no presente, permitirá que modifique o sentimento de impotência que se instalou, para a posição de autor da sua nova fase. Por mais que haja preocupação com o cenário recessivo do país, e isto é autentico, esta forma nova de pensar trará: mudança no astral e tão importante quanto a sua bagagem profissional, será sentir que somente você poderá encontrar soluções diante do que está vivendo e aí “SHAZAM” – COLOCAR-SE EM MOVIMENTO ! Parece mágico, né ? Mas na realidade é puro resultado de uma ação – abrir-se ao novo de forma positiva.

Então, aí vai uma variação para o tema deste artigo: O CARGO DE QUEM ESTÁ DESEMPREGADO É O DE GESTOR DAS SUAS FINANÇAS. Em outras palavras, cuidando das suas finanças como um gestor de empresas, você estará em movimento e com despesas menores que lhe permitam utilizar o valor da rescisão contratual por um período maior e investí-lo (dependendo do montante; para compensar a inflação, por exemplo), até encontrar outra fonte de renda. Assim, você reduz ou elimina os pensamentos que poderiam sabotar as próximas conquistas. Afinal, isto é uma fase,  e a próxima estará sendo preparada por você para ser melhor ! E se não for a imediatamente seguinte a esta, será mais adiante, pois o seu foco e ação estão alinhados e na direção da melhoria.

E para inspirá-lo ainda mais com pensamentos de abundância, selecionei umas frases de T. Harv Eker, autor do best seller “Os Segredos da Mente Milionária”. Elas sintetizam o meu objetivo com este conteúdo e promovem  a conexão com o seu poder de transformação, dado que os ajustes nas finanças serão para um “estado intermediário”, pois pense: ninguém é desempregado, apenas está desempregado.

  • “Você pode optar por maneiras de pensar favoráveis à sua felicidade e ao seu sucesso e deixar de lado as formas negativas.”
  • “O principal motivo que impede a maioria das pessoas de conseguir o que quer é não saber o que quer.”
  • “É onde a atenção está que a energia flui e o resultado aparece.”
  • “O hábito de administrar o dinheiro é mais importante do que a quantidade de dinheiro que você tem.”
  • “Ou você controla o seu dinheiro ou ele o controlará.”

Agora sim, você lembrará de cada uma destas frases ao realizar o exercício da próxima sessão. E se não lembrar, volte e leia em voz alta cada uma delas. Assim, manterá vivo dentro de você o desejo de tornar-se próspero, com uma vida financeira confortável, que permita realizar sonhos e viver feliz, de acordo com o seu propósito no mundo. Caso contrário, você até poderá se tornar uma pessoa com muito dinheiro, mas vazia, sem vida e oca.

Faz sentido para você ? Vale uma reflexão, pois dependerá dos seus valores, crenças, ideais, um conjunto de coisas que cada um construiu de acordo com a sua história de vida. Contudo, de imediato você pode agir para sair do ponto onde está e se sentir melhor.

Na próxima sessão vou te ajudar a identificar onde estão os itens que podem ser reduzidos nas suas despesas e assim dar mais um passo na sua jornada. VAMOS EM FRENTE !

 

SESSÃO 3 – PERGUNTAS PODEROSAS PARA IDENTIFICAR OPORTUNIDADES DE REDUÇÕES NAS DESPESAS

Essas perguntas exercitarão o seu cérebro para sair da “visão condicionada” ao padrão atual. Em geral, ele quer te proteger e entende que o padrão reproduzido durante muito tempo é o melhor para a sua vida. Acredite e experimente responder as perguntas. Abaixo estão as  TOP 10 do Programa “Detox dos Gastos” !

1- Você tem uma lista com os itens de consumo mensal (alimentação, limpeza, higiene pessoal, pets, etc.), com 3 colunas de preços dos lugares que você costuma fazer suas compras ?

2- Avaliou marcas secundárias, em especial de produtos de limpeza e pets ?

3- Quanto você gasta por mês com refeições fora de casa ?

4- Já pensou em pedir desconto na mensalidade da escola dos filhos ? As escolas estão mais receptivas às negociações dos valores das mensalidades. As taxas de inadimplência aumentaram na faixa de 10 a 14%, dependendo da região/estado brasileiro.

5- Qual o seu gasto com energia ? E comunicação – telefone fixo, celular, internet, TV ?

6- Quais itens das suas despesas estão sendo pagos com cartão de crédito ? Tem mais de um ? Você tem uma planilha detalhada dos gastos no cartão de crédito ?

7- Você sabe quais despesas afetarão a sua auto-estima, caso você as elimine ?

8- Você tem produtos para realizar um bazar de roupas, sapatos, bolsas e acessórios ? Liste-os e coloque os valores; em geral, são de R$ 30, 50 e 100. Se forem de marca, os valores são maiores ! Calcule o montante total para avaliar e planejá-lo.

9- Você sabe quanto gasta com multas por atraso nas contas mensais ?

10- Sua ajudante (faxineira, empregada) é diarista ou carteira assinada ? Ela tem bilhete único ?

ATENÇÃO ! A gestão das suas finanças é um processo contínuo que se repete a cada ciclo completado.

Os próximos passos serão:

1- Escolha as questões em que identificou oportunidades de mudanças nas suas despesas mensais.

2- Faça o somatório de toda a economia que realizará com as respectivas alterações e calcule o percentual de redução de cada despesa e total. Isto é muito importante para que você se aproprie de cada conquista. É uma forma de estimular o seu comprometimento com “a causa”.

Assim, você fortalecerá o seu mindset rumo à mudança no seu padrão de gastos, ajustando-o para o nível que corresponda ao poder de compra da sua renda a cada novo ciclo.

Percebe que você ressignificou o quanto vale a sua renda ? Através deste exercício, você se pôs em movimento e deu o 1o passo com a organização das suas finanças pessoais. PARABÉNS !

Deste ponto em diante, será muito importante você manter a constância e foco, para manter-se em movimento e definir o seu próximo nível financeiro.  Aquele que será melhor do que o anterior, uma vez que a sua consciência da gestão das finanças foi instalada com um novo olhar – o da prosperidade. E assim, poderá no próximo ciclo do planejamento, definir ações que o levem para um novo perfil financeiro; por exemplo, o de investidor.

SE DESEJAR, deixe abaixo nos comentários quais as perguntas que lhe permitiram enxergar oportunidades de redução das suas despesas. O que você acredita que mais te ajudou ? Por que ? Ou alguma dúvida que tenha surgido. Obrigada !

SUCESSO & PROSPERIDADE !

Kátia Avelar

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Para receber o meu conteúdo GRATUITO, cadastre o seu e-mail !

Kátia Avelar

Consultora e Mestre. Estou aqui para ajudar você a organizar as suas finanças pessoais. Eu te orientarei para que ajuste as sua vida financeira, conforme o momento e planeje a estrutura dos seus sonhos !

Website: http://katiaavelar.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *