Como fazer seu primeiro investimento no Tesouro Direto

Olá ! Conforme já havia anunciado, dentre as novidades trazidas pelo Detox dos Gastos em 2017, estão artigos em parceria com empresas de investimentos. É uma forma de aprofundar o conhecimento dos clientes e seguidores que estão no perfil financeiro que chamo de “sobra” – prontos para iniciar o processo de multiplicação do seu dinheiro (regra dos juros compostos). Então, começamos hoje com o artigo da Vérios Investimentos sobre Tesouro Selic, feito com exclusividade pela Isabella Paschuini para nossa página ! Ressalto que a taxa de juros básica do Brasil – a Selic, encontra-se em redução e a expectativa é de chegar ao final deste ano em torno de 10%. Isto corresponde à 5% de juros real (descontada a inflação pelo índice IPCA). Resumindo: vamos aproveitar a taxa de juros, ainda com previsão de 2 dígitos, para investimentos em renda fixa. Qualquer dúvida, deixe nos comentários que responderei a todos ! Ah, compartilhem o artigo para orientar outras pessoas. Obrigada ! Kátia Avelar

Introdução

Só existe uma sensação melhor que quitar as dívidas e equilibrar o orçamento: ver seu dinheiro se acumulando na sua conta bancária.

É então que aparece um problema: será que os recursos que você quer investir para realizar seus sonhos deveriam estar lá no mesmo banco onde você tem sua conta corrente?

A gente sabe como é difícil dar o primeiro passo para sair do conforto e da comodidade do seu banco! Mas você pode ter certeza de uma coisa: seu dinheiro não está nada feliz abandonado lá, seja na poupança ou mesmo em aplicações indicadas pelo gerente — elas geralmente têm taxas altas que acabam minguando os rendimentos.

Neste texto, vamos mostrar um caminho seguro para você tirar seu dinheiro do banco e começar a investir melhor hoje mesmo. É o Tesouro Selic, que, além de render bem mais, é até mais seguro que a poupança, sabia? Então vamos lá!

O que é o Tesouro Selic?

O Tesouro Selic (também conhecido pela sigla LFT) é um título público oferecido pelo Tesouro Direto, o programa do Tesouro Nacional que possibilita às pessoas emprestarem dinheiro para o governo e, em contrapartida, receberem uma remuneração por isso.

Pois bem, essa remuneração é justamente a rentabilidade que você obtém ao investir no título. O nome Tesouro Selic não é à toa: o rendimento oferecido é definido pela taxa básica de juros da economia, a Selic. Atualmente, ela está em 13% ao ano. Só para você ter uma noção, em 2016 a poupança rendeu 8,3%.

Parece pouca a diferença?

Então, pense que você aplicou R$ 42.000,00 por um ano. Na poupança, você teria R$ 45.500,00. No Tesouro Selic, você teria algo próximo de R$ 46.400,00 (já descontando custos e impostos).

É uma diferença de quase R$ 1.000, apenas por aplicar fora do banco. Você pode usar esse dinheiro para comprar um presente para você ou para fazer uma viagem de fim de semana sem comprometer seu orçamento, concorda?

Melhor ainda: você pode deixar o dinheiro rendendo e se valer do poder multiplicador dos juros sobre juros. Após dois anos, o Imposto de Renda devido já cai para a alíquota mínima (15% sobre os ganhos), ficando mais vantajoso resgatar após esse prazo.

Custos e segurança do Tesouro Selic

Para investir no título Tesouro Selic existem dois custos:

Taxa de administração da corretora: é um percentual que a corretora cobra sobre o valor aplicado. Atenção ! A orientação é para que invista quando a taxa da corretora estiver até  0,10% ao ano. Bancos varejo (grandes bancos) cobram taxas próximas a 0,50% ao ano, por isso é que não vale a pena investir no Tesouro Direto por meio do banco. Neste link você encontra as taxas cobradas por todas as instituições financeiras (também chamadas de agentes de custódia). Dica: algumas corretoras já isentam você dessa taxa.

Taxa de custódia da BM&FBovespa: custa 0,30% ao ano sobre o valor investido. Dessa taxa você não tem como escapar, mas tudo bem, ela é importante para garantir a proteção do seu investimento em seu nome e CPF. Se a corretora quebrar, seu dinheiro continua lá, pois está custodiado. Esse custo é igual, independentemente da corretora por onde você fará a aplicação.

Um aspecto muito interessante do Tesouro Selic é a segurança. Ele é considerado a aplicação mais segura do Brasil, uma vez que é garantido pelo Tesouro Nacional, uma garantia bem maior que a da poupança, por exemplo, que depende do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), e só até o limite de R$ 250.000 por CPF e por instituição bancária.

Como investir no Tesouro Selic

Tudo que você precisa fazer é criar sua conta em uma corretora confiável. Depois é só ir na seção de investimentos de renda fixa, escolher a opção Tesouro Direto e em seguida o título Tesouro Selic.

Sabia que é possível começar com apenas R$ 30?

Outra vantagem é que o título tem liquidez diária ! Isto significa que se precisar resgatar (no caso, vender o título de volta para o Tesouro), você poderá contar com os recursos no dia seguinte à solicitação.

Se você já acumulou mais patrimônio e está buscando uma solução mais completa e diversificada para investir, de forma simples, conheça o trabalho da Vérios. O Tesouro Selic é a principal aplicação usada para criar sua carteira de investimentos.

Está mais encorajado a investir? Faça isso hoje mesmo!

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Para receber o meu conteúdo GRATUITO, cadastre o seu e-mail !

Kátia Avelar

Consultora e Mestre. Estou aqui para ajudar você a organizar as suas finanças pessoais. Eu te orientarei para que ajuste as sua vida financeira, conforme o momento e planeje a estrutura dos seus sonhos !

Website: http://katiaavelar.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *